Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Orquestra Sinfônica da Paraíba faz concerto em homenagem ao escritor Carlos Romero
Apresentação encerra temporada de 2019, nesta quinta-feira (12). A Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza nesta quinta-feira (12), em João Pessoa, a última apresentação da temporada 2019. A apresentação acontece às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural. O concerto tem entrada gratuita e homenageia o escritor paraibano Carlos Romero, apreciador da orquestra paraibana. Com regência do maestro Luiz Carlos Durier e participação, como solista, de Ayrton Muzel Benck, trompetista do Quinteto Brasil e professor do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba, Além disso, a apresentação de encerramento contará com a execução de obras de Shubert, Haydn e Mozart, o que Durier ressalta como “uma bela seleção do período clássico e que marcou de alguma forma a vida artística da Orquestra”. Ainda de acordo com o maestro, o acolhimento da população em relação à sinfônica durante os concertos nos bairros, foi de fundamental importância para o grupo. O grande homenageado do concerto, Carlos Romero, faleceu no início desse ano e era grande admirador e apreciador da música clássica e, principalmente, da orquestra paraibana. Seu filho, Germano Romero, afirma que a homenagem chega em um momento muito oportuno, às vésperas do aniversário de morte do escritor, que viveu uma vida de admiração profunda às músicas clássicas. Segundo Germano, o pai sempre foi empenhado na representação da música no estado, desde a criação de programas musicais nas rádios até o seu esforço para que a Paraíba possuísse sua orquestra. O concerto terá início com a execução da “Abertura em Estilo Italiano em Ré Maior, D. 590”, de Schubert, seguida pela apresentação do trompetista Ayrton Muzel Benk com a Orquestra Sinfônica da Paraíba de uma das obras de Joseph Haydn e para o encerramento do concerto, será executada “Sinfonia n. 40 em Sol menor, K.550 (Allegro, Andante, Minueto-Allegretto e Allegro Assai)” de Mozart.
Thu, 12 Dec 2019 07:01:50 -0000
12 de dezembro, quinta-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. O governo suspendeu as nomeações na Fundação Palmares e no IPHAN. Fim de noite agitado no Congresso. O Senado votou 18 projetos a toque de caixa e aprovou o pacote anticrime. E esse projeto que endurece a legislação penal está no episódio de hoje do podcast O Assunto. Já a Câmara manteve o Coaf com o BC e restringiu a composição do órgão a servidores públicos. Os deputados também aprovaram o texto principal do projeto com novas regras para o saneamento básico. Dor, espera, revolta: o drama dos pacientes em meio à crise da saúde no Rio. E o Reino Unido vai às urnas em eleição que tem Brexit como tema central. Nomeações suspensas Governo suspendeu a nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Palmares TV Globo / Reprodução O governo suspendeu a nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Cultural Palmares – órgão de promoção da cultura afro-brasileira – e também tornou sem efeito a nomeação da arquiteta Luciana Rocha Feres para a presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A toque de caixa Senadores reunidos em plenário durante a sessão desta quarta-feira (11) Jefferson Rudy / Agência Senado Em sessão que durou menos de cinco horas, o Senado aprovou 18 projetos, entre os quais o que endurece a legislação anticrime, o que inclui na Constituição a destinação de emendas parlamentares diretamente para estados e municípios e o que extingue a pena de prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares dos estados e do Distrito Federal. A sessão desta quarta foi a última prevista em 2019 para votação de projetos. Está marcada para a próxima semana uma sessão conjunta do Congresso Nacional, formada por deputados e senadores, destinada à votação do Orçamento de 2020. O Assunto O que muda com o pacote anticrime? Para avaliar o sentido e os possíveis efeitos das medidas de endurecimento da legislação penal aprovadas pelo Congresso, Renata Lo Prete entrevista as criminalistas Patrícia Vanzolini, integrante do grupo de juristas que elaborou parte das propostas, e Daniela Paes de Azevedo, vice-presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa. Ouça: O Coaf voltou Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta quarta-feira (11) Pablo Valadares/Câmara dos Deputados A Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que reestrutura o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Com a aprovação, o texto segue para o Senado e precisa ser aprovado até a próxima terça (17) para não perder validade. Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro editou MP para transformar o Coaf na Unidade de Inteligência Financeira (UIF) e transferir o órgão do Ministério da Economia para o Banco Central. Pelo texto aprovado pelos deputados, o órgão permanecerá no BC, mas retomará o nome Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Saneamento básico A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do novo marco do saneamento básico. Texto prevê exploração do serviço por meio de concessão à iniciativa privada. Novo marco também estabelece como meta até 2033 fornecer coleta de esgoto a 90% da população. Saiba os principais pontos. Fundo eleitoral Com a sinalização do presidente Jair Bolsonaro de que pode vetar o valor de R$ 3,8 bilhões para o fundo eleitoral em 2020, o Congresso Nacional já avalia aprovar o fundo com R$ 2 bilhões no ano que vem. Entenda no blog do Gerson Camarotti. Crise na saúde no Rio Idoso de 83 anos tem tumor no rim e fígado e não consegue ser atendido na Clínica da Família da Penha, na Zona Norte do Rio Reprodução / Acervo pessoal Dor, espera, revolta: o drama dos pacientes em meio à crise da saúde no Rio. Enquanto o poder público estuda alternativas para colocar em dia os salários atrasados de médicos e funcionários, muitos pacientes sofrem com a falta de atendimento médico. São muitos os que precisam de assistência e enfrentam, há meses, a situação crítica vivida pela saúde em clínicas e hospitais da cidade. O panorama é mais crítico no município, mas, sobrecarregados, os hospitais estaduais e municipais do estado muitas vezes também são problemáticos. As filas são longas, faltam médicos, funcionários, equipamentos, medicamentos e estrutura nas unidades. Mortes de indígenas Cinco dos 35 indígenas assassinados no Maranhão entre 2009 e 2019 CIMI Em 10 anos, 35 casos de assassinatos de indígenas foram registrados no Maranhão. Os dados são do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e somam os casos que ocorreram dentro e fora das terras indígenas. Número de casos teve um 'boom' entre 2015 e 2016, caiu entre 2017 e 2018, mas voltou a subir em 2019. Entenda os conflitos em terras indígenas no MA Reino Unido Boris Johnson durante o último evento da campanha, em 11 de dezembro de 2019 Hannah McKay / Reuters O Reino Unido realiza eleições gerais hoje, convocadas porque o atual primeiro-ministro, Boris Johnson, considera que é preciso renovar o Parlamento para acabar com um impasse sobre o Brexit, o processo de saída do Reino Unido da União Europeia. A votação começas às 7h locais (4h de Brasília) e está prevista para terminar às 22h (19h de Brasília). A expectativa é que a maioria dos resultados sejam divulgados amanhã. Carnaval 2020 Camila Prins estreia na Colorado do Brás como madrinha LGBTQ+ Divulgação A Colorado do Brás terá madrinha de bateria transexual no carnaval. Camila Prins conta que começou processo de transição de gênero quando se vestiu de mulher para o carnaval pela primeira vez. Escola levará história de Dom Sebastião para a avenida. Que dia cai o carnaval em 2020? Veja as datas Emprego e poesia Andrielle Antonia dos Santos de Jesus, que criou o currículo em forma de poema Laiá Films (@laiafilms); Edgar Azevedo (@edgarazevedo) e Rafael Zu (@rafaelzuanny) Recém-formada busca emprego com currículo em forma de poesia. Professora de 25 anos está há um ano sem trabalho e diz que ideia veio do 'desespero'. Repercussão foi grande e a jovem foi chamada para entregar seu currículo formal e até para entrevista em algumas escolas. Veja se estratégia pode dar certo. Curtas e Rápidas: Game Awards 2019 premia melhores jogos do ano nesta quinta com 'Death Stranding' e 'Control' como favoritos Como é a dermatoscopia, exame que identifica possível câncer de pele Migrantes em SP podem acessar informações sobre serviços oferecidos por órgãos públicos federais via app Iggy Azalea vem a SP desviando de polêmicas após passar por fase ruim Previsão do tempo Tem alerta de chuva para a região Sul nesta quinta-feira Hoje é dia de... Dia do Plano Nacional de Educação
Thu, 12 Dec 2019 06:30:50 -0000
Carro sem controle invade shopping em SP
Carro destruiu porta de vidro, guichês de estacionamento e atingiu uma área de alimentação. Ninguém se feriu. Motorista sofreu um mal súbito, avaliam bombeiros do shopping. Um homem perdeu o controle do veículo e invadiu o Shopping Center Norte na madrugada desta quinta-feira (12). O acidente ocorreu logo após a meia-noite. O motorista foi socorrido pelos bombeiros civis do shopping. De acordo com os socorristas, o motorista sofreu um mal súbito. Além da porta de vidro do shopping, o carro destruiu os guichês de estacionamento e atingiu uma área de alimentação de uma rede de cafeteria. Ninguém se feriu. No momento do acidente ainda havia clientes no estabelecimento, já que o shopping está fechando mais tarde devido ao período do fim do ano.
Thu, 12 Dec 2019 06:29:36 -0000
Adolescentes apagam pichações de sigla de facções, após serem flagrados pela polícia em Fortaleza

Testemunhas registraram o momento da ação. Quatro jovens que haviam pichado os muros da Areninha do Antônio Bezerra tiveram que apagar as escrituras a mando da polícia. Rafaela Duarte/ SVM Um grupo de quatro adolescentes apagou pichações de siglas de facções após serem flagrados por uma composição da Polícia Militar, na noite desta quarta-feira (11), na Areninha do Bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. O caso aconteceu por volta das 22 horas e foi registrado por testemunhas. Em vídeos gravados no momento da ação, os jovens aparecem limpando as paredes do equipamento da prefeitura usando panos e um balde com água. Em outro momento, um policial chega a aconselhar os adolescentes para não repetirem o ato. A cena é assistida por várias pessoas que estavam no local. De acordo com o tenente Pedro Moura, comandante da 1ª Companhia do 18º Batalhão, os agentes estavam na região, quando foram acionados. “Havíamos acabado de sair de uma reunião do Projeto OcupAção, que é uma iniciativa que aborda como ocupar melhor os espaços públicos, quando a composição recebeu um chamado para ir até o local”. Conforme o tenente Pedro, ao chegar na Areninha os policiais avistaram os jovens e fizeram a abordagem. Após apagarem parte das pichações os jovens foram liberados e entregues aos responsáveis. “Esse ato foi uma forma de educar e socializar para que esses jovens não repitam mais essa ação”, afirma o tenente. A Areninha do Antônio Bezerra foi inaugurada há 14 dias pela Prefeitura de Fortaleza. O equipamento, considerado como o maior do estado no segmento, possui campo de futebol e um complexo esportivo para a população da região.
Thu, 12 Dec 2019 05:33:39 -0000
O Assunto #79: O que muda com o pacote anticrime

Para avaliar o sentido e os possíveis efeitos das medidas de endurecimento da legislação penal aprovadas pelo Congresso, Renata Lo Prete entrevista as criminalistas Patrícia Vanzolini, integrante do grupo de juristas que elaborou parte das propostas, e Daniela Paes de Azevedo, vice-presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa. Você pode ouvir O Assunto no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. O Congresso aprovou na noite da quarta-feira (11) o projeto derivado do pacote anticrime. O texto reúne propostas do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de um grupo de juristas coordenado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Para discutir os prós e contras do pacote, Renata Lo Prete conversa com a advogada criminalista Patrícia Vanzolini, membro do grupo de juristas que discutiu as propostas. Participa também a advogada especialista em direito penal e vice-presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa, Daniela Paes de Azevedo. Como assinar o podcast O Assunto Como fazer uma playlist de podcasts da Globo no seu celular Logo podcast O Assunto - matéria Comunicação/Globo O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.
Thu, 12 Dec 2019 05:12:23 -0000
Governo suspende nomeações dos presidentes da Fundação Palmares e IPHAN

Governo suspendeu nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Cultural Palmares e tornou sem efeito nomeação de Luciana Rocha Feres no IPHAN. A nomeado de Sérgio Nascimento de Camargo para presidente da Fundação Palmares gerou reação por parte de movimentos negros TV Globo / Reprodução O governo suspendeu a nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Cultural Palmares – órgão de promoção da cultura afro-brasileira – e tornou sem efeito a nomeação da arquiteta Luciana Rocha Feres para a presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira (11) do Diário Oficial da União. A nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo no lugar de Vanderlei Lourenço para a presidência da Fundação Palmares, que integra a estrutura da Secretaria Especial da Cultura, o antigo Ministério da Cultura, causou uma onda de manifestações. O motivo é uma série de publicações, nas redes sociais, em que o jornalista relativiza temas como a escravidão e o racismo no Brasil. Numa publicação antes de ser nomeado para o cargo, o jornalista classificou o racismo no Brasil como "nutella". "Racismo real existe nos Estados Unidos. A negrada daqui reclama porque é imbecil e desinformada pela esquerda", afirmou. Sobre o Dia da Consciência Negra, Sérgio Camargo afirmou que o "feriado precisa ser abolido nacionalmente por decreto presidencial". Ele disse que a data "causa incalculáveis perdas à economia do país, em nome de um falso herói dos negros (Zumbi dos Palmares, que escravizava negros) e de uma agenda política que alimenta o revanchismo histórico e doutrina o negro no vitimismo". No dia 3 de novembro, Sérgio publicou uma mensagem numa rede social na qual disse que "sente vergonha e asco da negrada militante. Às vezes, pena. Se acham revolucionários, mas não passam de escravos da esquerda", escreveu. O presidente Jair Bolsonaro disse, logo após a nomeação de Sérgio, que não conhecia o novo presidente da Fundação Palmares pessoalmente. O irmão de Sérgio, Wadico Camargo, usou a internet para opinar sobre as publicações do jornalista então nomeado. Camargo disse que tem vergonha "de ser irmão desse 'capitão do mato', Sérgio Nascimento Camargo, hoje nomeado presidente da Fundação Palmares" - na época da escravidão, "capitão do mato" era o negro que capturava escravos fugitivos. Movimentos negros reagiram Integrantes do movimento negro Grito Forte dos Palmares fazem ato em frente à Fundação Cultural Palmares, em Brasília, contra nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da instituição Luiza Garonce / G1 Representantes de movimentos negros disseram que estão surpresos com a nomeação. "Ela [a Fundação Palmares] deveria agir pra defender a cultura afro-brasileira. Pra preservar, pra ampliar os nossos direitos. E, infelizmente, esse senhor ele não veio pra gerir, ele veio pra função de desconstruir todo o legado que vários negros e negras construíram", disse Claudia Vitalino, presidente da Unegro. Líderes dos movimentos também reuniram assinaturas contra a condução do jornalista para o cargo. "O movimento negro, ele surge no primeiro negro que foge da senzala. No primeiro negro que se volta contra a escravidão. Aqui, surge o movimento negro. Então, o movimento negro vem lá da época de Zumbi, das Dandaras. Não tem nada a ver com esquerda ou direita", explicou Silvio Henrique, do Conselho da Igualdade Racial. Henrique esclareceu, ainda, que os movimentos negros "tem a ver com uma questão social, uma questão do povo. "A gente precisa entender a realidade da nossa sociedade. Quem não conhece o seu passado, não conhece o seu presente. Ele deveria conhecer o passado dele", sugeriu o representante do Conselho da Igualdade Racial. Com as repercussões que surgiram a partir da oficialização do nome de Sérgio Camargo, um encontro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro que seria para uma comemoração de encerramento do Mês da Consciência Negra acabou virando um ato de protesto e de preocupação com o futuro da Fundação Palmares, criada há 31 anos. "A indicação desse presidente pra Fundação Palmares é uma grande contradição em seus termos. A Fundação Nacional Palmares foi criada no bojo das conquistas de 1988, da 'Constituição Cidadã', que foi uma constituição muito generosa no que se refere aos direitos civis, nesse caso, aos direitos das populações de raiz afro brasileiras", criticou a historiadora Lilia Schwarcz. "É uma contradição imensa o órgão ter na presidência um jornalista que diz, por exemplo, que a escravidão foi benéfica para os africanos. Não foi!", acrescentou a historiadora. O que disse a secretaria na ocasião da nomeação Na ocasião da nomeação de Sérgio, a Secretaria Especial da Cultura disse em nota que as mudanças de equipe "visam garantir maior integração e eficiência à pasta". A escolha de Sérgio Nascimento foi feita pelo secretário Especial da Cultura, Roberto Alvim. Ainda segundo a secretaria, "Sérgio é católico e jornalista; ocupou cargos de repórter, editor e de chefia em algumas das maiores redações de jornais e rádios de São Paulo. Também trabalhou na edição, pesquisa e produção de obras literárias, como auxiliar particular de seu pai, o renomado escritor Oswaldo de Camargo, que em sua obra aborda temas ligados à temática negra". O órgão disse ainda que ele "defende que o negro não precisa ser vítima, nem precisa ser de esquerda, e trabalha pela libertação da mentalidade que escraviza ideologicamente os negros, gerando dependência de cotas e do assistencialismo estatal". Ainda segundo a secretaria, um dos principais desafios de Sérgio no cargo é "desaparelhar a Fundação Palmares e direcionar o dinheiro público para o desenvolvimento de políticas públicas que protejam e incentivem a verdadeira cultura negra". Outros posts de Sérgio nas redes sociais 16/08: "Não há salvação pro movimento negro. Precisa ser extinto! Fortalecê-lo é fortalecer a esquerda." 27/08: "A escravidão foi terrível, mas benéfica para os descendentes. Negros do Brasil vivem melhor que os negros da África." 19/11: "O Dia da Consciência Negra celebra a escravização de mentes negras pela esquerda. Precisa ser abolido" IPHAN No Diário Oficial, não há a nomeação de nenhum outro presidente para o Iphan para substituir Luciana Rocha Feres. A ex-presidente do órgão, Kátia Bogea, continua exonerada. A nomeação havia sido uma indicação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio , titular da pasta sob a qual está a Secretaria de Cultura, a que o Iphan é vinculado. Mas o nome do secretário especial de Cultura, Roberto Alvim, era Olav Schrader, do movimento monarquista e ligado ao grupo de Olavo de Carvalho. Luciana tem perfil técnico e currículo ligado ao setor. Entre outros cargos, ela foi diretora do Conjunto Moderno da Pampulha, e atuou na candidatura no conjunto de monumentos de Belo Horizonte ao título de patrimônio mundial da Unesco.
Thu, 12 Dec 2019 04:44:25 -0000
Senado aprova fim da prisão disciplinar de policiais e mais 17 projetos

Sessão desta quarta (11) durou menos de 5 horas e foi a última prevista em 2019 para votação de projetos. Durante a sessão, parlamentares aprovaram projeto que endurece lei anticrime. Senadores reunidos em plenário durante a sessão desta quarta-feira (11) Jefferson Rudy/Agência Senado O Senado aprovou nesta quarta-feira (11) um projeto que extingue a pena de prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares dos estados e do Distrito Federal. A proposta já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (leia detalhes mais abaixo). Na mesma sessão, que durou menos de cinco horas, os parlamentares aprovaram mais 17 projetos, entre os quais o que endurece a legislação anticrime e o que inclui na Constituição a destinação de emendas parlamentares diretamente para estados e municípios. A sessão desta quarta foi a última prevista em 2019 para votação de projetos. Está marcada para a próxima semana uma sessão conjunta do Congresso Nacional, formada por deputados e senadores, destinada à votação do Orçamento de 2020. Não está descartada, contudo, a possibilidade de o Senado convocar uma nova sessão de votações ainda neste ano. Isso poque medida provisória (MP) que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Banco Central, já aprovada pela Câmara, perderá validade no dia 17. Como foi a sessão Algumas propostas aprovadas nesta quarta pelo Senado foram analisadas em poucos minutos e sequer foram debatidas pelos parlamentares. A pauta de votações continha muitos projetos porque o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), atendeu a pedidos de vários senadores para incluir algumas propostas. Saiba alguns dos demais projetos aprovados: Policiais e bombeiros O texto põe fim à prisão por indisciplina de policiais e bombeiros militares e prevê que as corporações serão regidas por Código de Ética e Disciplina, aprovado por lei estadual, com a finalidade de definir, especificar e classificar transgressões disciplinares, além de estabelecer normas relativas a sanções. Pelo texto, as sanções não poderão estabelecer medida privativa e restritiva de liberdade. Estados e o DF terão prazo de 12 meses após a sanção da lei para implementar as regras. Sacrifício de animais O projeto proíbe o sacrifício de animais saudáveis pelos canis públicos e órgãos de controle de zoonozes. A proposta se refere a cães, aves e gatos. Conforme o texto, a eutanásia só poderá ocorrer caso o animal tenha alguma doença grave, infecciosa ou incurável, que possa colocar em risco a vida dos humanos e de outros animais. O projeto segue para a Câmara. Automutilação A proposta criminaliza o incentivo à automutilação com reclusão de seis meses a dois anos para o incentivador. Segundo o texto, a pena será de até 3 anos de reclusão se a conduta resultar em lesão corporal grave ou gravíssima; e de até 6 anos se houver morte da pessoa que foi estimulada a se mutilar. Proposta vai à sanção. Microempresas O texto amplia a representação de microempresas no Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), incluindo um representante Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e um representante das Confederações Nacionais de micro e pequenas empresas. Defensores do projeto afirmam que é “essencial” que o Comitê tenha entre seus integrantes representantes que “conheçam profundamente as microempresas e empresas de pequeno porte e que também possam transmitir as experiências e necessidades do segmento”. O CGSN é vinculado ao Ministério da Economia e trata dos aspectos tributários do Simples Nacional. Atualmente, o colegiado é integrado por quatro representantes Receita Federal, representando a União, dois dos Estados e do Distrito Federal e dois dos Municípios. O texto vai à Câmara dos Deputados. Cinema O texto prorroga incentivos fiscais ao Cinema até 2024. Texto vai à sanção. Prazo atual se encerra no fim deste ano. Incentivos a empresas de TI A proposta estabelece novo modelo de incentivos fiscais para empresas de tecnologia da informação e comunicação e investimentos em pesquisa e desenvolvimento no setor. O texto volta para a Câmara. Economia solidária O projeto cria o Sistema Nacional de Economia Solidária com o objetivo de fomentar a economia solidária; e o trabalho associado e de cooperativas. Empreendimentos de Economia Solidária são grupos de pessoas que produzem e comercializam com base nos princípios de autogestão, comércio justo, cooperação e solidariedade. O texto volta para a Câmara. Empréstimos Senadores aprovaram dois projetos que autorizam empréstimos junto a instituições financeiras internacionais, com a garantia da União, para o estado do Ceará, nos valores de US$ 139 milhões e US$ 100 milhões; e um terceiro, no valor de US$ 118 milhões, para o estado do Paraná. Os textos vão à promulgação. E-commerce O projeto cria a Frente Parlamentar do Senado de apoio ao mercado varejista e ao comércio eletrônico. Proposta vai à promulgação. Autistas A proposta cria a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA). A expedição do documento será gratuita e um direito da pessoa com autismo. Projeto vai à sanção. Advogados e contadores O projeto estabelece que os serviços de advogados e de profissionais de contabilidade são, por sua natureza, técnicos e singulares. Texto vai à sanção. Primeira infância O projeto cria, para o período de 2020 a 2021, o Biênio da Primeira Infância do Brasil, com o objetivo de incentivar ações para informar a sociedade da importância de se promover o desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida das crianças. Vai à sanção presidencial. Apreensão de bens Senadores aprovaram uma mudança nas regras de apreensão de bens. O projeto inclui na lei que o juiz terá de conceder ao acusado 5 dias para que ele apresente provas de que o objeto teve origem lícita. Se for provado que o bem foi comprado por vias legais, o juiz decidirá pela liberação do produto, exceto nos casos de veículos apreendidos transportando drogas. O texto segue para análise dos deputados.
Thu, 12 Dec 2019 03:53:44 -0000
Dupla armada invade campo de futebol e mata homem a tiros em Fortaleza

Vítima era morado da Grande Fortaleza e estava na casa de parentes. Dupla invade campo de futebol e mata homem a tiros no Conjunto Ceará. Rafaela Duarte/ SVM Uma dupla armada invadiu um campo de futebol e matou a tiros um homem de 23 anos, na Rua 1004, na 4ª Etapa do Conjunto Ceará, em Fortaleza, na noite desta quarta-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, a vítima era morador do Bairro Jurema, em Caucaia, Grande Fortaleza e estava no local conhecido como na casa de parentes. Não há informações se o homem estava assistindo a uma partida de futebol ou se estava jogando. Após o crime os suspeitos fugiram. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) .
Thu, 12 Dec 2019 03:44:01 -0000
Nelson Angelo repensa obra autoral em disco revisionista após ampliar cancioneiro no álbum 'Vitral do tempo'

Compositor mineiro apresenta a inédita 'Sá Julieta' entre regravações de músicas lançadas na década de 1970. O fato de Nelson Angelo estar lançado um álbum revisionista, O pensador, jamais pode servir como argumento para acusar o compositor mineiro de estar preso ao passado. Até porque o artista logo contra-argumentaria, com razão, que ampliou há seis meses o cancioneiro autoral com as sete músicas inéditas de Vitral do tempo (2019), álbum editado em junho com composições novas e com a regravação de Quando eu vi o mar (Nelson Angelo e Cacaso, 2002). Inicialmente intitulado Todas as cores, o álbum O pensador – disponível em edição digital e com edição em LP prevista para 2020 pela gravadora Rocinante – apresenta regravações de 11 músicas da obra do compositor de Canoa, canoa (com Fernando Brant, 1977). Somente uma música, Sá Julieta, é inédita. Capa do álbum 'O pensador', de Nelson Angelo Obra de Jean-Michel Folon Em O pensador, disco cuja capa expõe obra do artista plástico belga Jean-Michel Folon (1934 – 2005), o vitral do tempo espelha reconsiderações do autor sobre cancioneiro que ganhou projeção ao longo da década de 1970. Com os toques dos músicos Esdras Ferreira, o Neném (bateria), Luiz Alves (baixo acústico), Raul de Souza (trombone) e Robertinho Silva (percussão), o compositor revisita Fazenda (1976), adentra Hotel Universo (com Ronaldo Bastos, 1972), reergue Ponte nova (1972), refaz Testamento (com Milton Nascimento, 1978), dispara Tiro cruzado (com Marcio Borges, 1972), regrava Simples (1975) e põe o baque do maracatu no samba-enredo Reis e rainhas do maracatu (com Milton Nascimento, Novelli e Fran, 1977), além de reavivar os temas gêmeos No norte do polo sul e No sul do polo norte, gravados originalmente pelo artista em 1975 em disco dividido por Angelo com Novelli e Naná Vasconcelos (1944 – 2016). Composição inicialmente cogitada para o repertório, Sacramento – parceria com Milton Nascimento, lançada na voz do cantor Silvio Cesar em 1972 – ficou fora das 12 músicas que formam o repertório do álbum O pensador, gravado com arranjos e direção musical do próprio Nelson Angelo. Nelson Angelo lança o álbum 'O pensador', previsto para ser editado em LP em 2020 João Atala / Divulgação
Thu, 12 Dec 2019 03:05:50 -0000
Vigilância Sanitária interdita farmácia em Copacabana, Rio, após encontrar 19 mil caixas de sibutramina no local

Depois de denúncia à Central 1746, técnicos da subsecretaria foram ao local e identificaram também falta de higiene, baratas e armazenamento inadequado de produtos. Milhares de caixas de sibutramina estavam estocadas em farmácia Divulgação Técnicos da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio interditaram, na noite desta quarta-feira (11), uma farmácia em Copacabana, na Zona Sul do Rio, após encontrarem no local mais de 19 mil caixas de sibutramina e identificarem outras irregularidades. A drogaria, que fica no número 560 da Rua Barata Ribeiro, foi denunciada por consumidores à Central 1746. No local, além das milhares de caixas do medicamento de uso controlado, os agentes detectaram problemas de falta de higiene, baratas e armazenamento inadequado de produtos. De acordo com informações da subpasta, a sibutramina – medicamento de uso controlado e que pode ser um risco à saúde – às vezes é indicado para emagrecimento, mas só pode ser vendido com receitas médicas – que não foram apresentadas pelo comerciante. Documentos mostram incompatibilidade de vendas de sibutramina Divulgação Outro detalhe chamou atenção da equipe de fiscalização. No estabelecimento havia quatro notas fiscais referentes à compra de 30 mil unidades do remédio com data de 3 de dezembro. Isso equivale à venda de dez mil caixas em apenas nove dias, o que seria incompatível com a demanda do medicamento. "Este curto período e a grande quantidade do medicamento nos chamaram a atenção, em um quadro totalmente incompatível com a realidade do estabelecimento, que é uma farmácia de bairro e não uma distribuidora", explicou o médico-veterinário Flávio Graça, superintendente de Educação da Vigilância. Segundo Graça, a drogaria teve três infrações, além de dois termos de intimação com exigências que deverão ser cumpridas, um termo de apreensão de mercadoria e a interdição total do estabelecimento. "A farmácia ficará fechada até que o proprietário possa dar destino comprovado ao medicamento, que é a inutilização ou a devolução ao fabricante, mediante documentos. Ele terá ainda que corrigir todas as inadequações", frisou o superintendente. A inspeção contou com o apoio da Guarda Municipal do Rio e a Polícia Civil será notificada para dar continuidade às investigações. A Vigilância Sanitária reforçou a importância de denúncias feitas à Central 1746.
Thu, 12 Dec 2019 02:51:32 -0000

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info